Resenha de Destinos Traçados

DT Ebook

Hoje a resenha é do livro da minha amiga e parceira Daniella Moreno com sua obra de arte Destinos Traçados. Publicado de forma independente em 2017.

Por enquanto, está escrito somente em português, porém versão em inglês jájá estará disponível. Aliás, sou eu quem está o traduzindo!

Se te interessar é só clicar nesse link aqui .

A história se passa em Napoli, Trento (cenários maravilhosos) e principalmente no vinhedo de Trento. (ui!) 

São dois personagens principais: Greta, uma garotinha que amava desenhar, se muda para Napoli depois de um trauma, deixando a família e o amor de sua vida para trás, tornando-se uma estilista famosa de bolsas e sapatos, mas com medo de ser exposta à midia mudou seu nome e criou até um contrato de sigilo para proteger sua identidade e processar qualquer um que exponha seu nome verdadeiro, foto ou qualquer tipo de informação que a comprometa; E Filippo, o menino que amava tirar fotos dos desenhos de Greta, depois de ser deixado pelo amor de sua vida, sem qualquer explicação, se fecha para o amor e resolve cursar uma faculdade na Alemanha para ser um fotógrafo profissional.

O destino os trazem para perto novamente para resolverem seus passados e reencontrarem o amor.

A história lida com abuso sexual, e suas consequências, traição, românce e sobre tudo, família.

O tempo da história é alinar com aluguns flashbacks.

Os personagens auxiliares (secundários) são Giovanna, Lorenzo, Enzo, Nina, amigos dos principais e Ana e Bernardo, pais de Greta e Matia e Fiorella, pais de Filippo.

Pontos Fortes

Os peraongens são bem arredondados. Consigo até imaginar como seria a vóz de Greta e de Filippo. Gosto muito da sensação de que estou lá observando pessoalmente o que está acontecendo e a escritora soube trazer essa sensação direitinho.

Falando de cenário? Não tenho nem o que dizer por que é lindo! Amo a Itália. Amo vinho. Amo macarrão. Fim de comentário.

A cena de abuso é bem detalhada, o que dá vontade de chorar (com um bom sentido). Greta conta cada detalhezinho que ela lembra como se consumisse sua vida, péle e ossos dela. Agora, as cenas de amor, são mais singelas e românticas. Acredito que tenha sido um toque especial da escritora para mostrar como o sexo é lindo quando se tem amor.

Pontos Fracos

Na primeira parte da obra, antes de iniciar a narração ou no começo de um capítulo novo, a escritora colocava o nome de quem estaria narrando em seguida, como se avisando ao leitor que agora não é Greta, agora é Filippo; Mas com o decorrer da obra comecei a notar que essa demarcação havia sumido. Então, quando começava um capítulo, as vezes me confundia com os pontos de vista dos personagens, (só um poquitíco) não sabia quem estava falando àquela hora, mas essa confusão já era sanada depois da segunda frase, que era quando notava o linguajar do personagem e descobria o narrador.

Isso não é considerado um ponto fraco, na verdade. Inclusive, é uma tática chamada de head-hopping (pulando de cabeça-para-cabeça), uma técnica de mudança de ponto de vista, que não visa mencionar o nome do peronagem que está narrando, com o intuito de criar uma experiência emocional poderosa (soa um pouco melhor em inglês) para o leitor.

Não é muito empregada hoje em dia devido a essa possível confusão que pode ser criada na mente do leitor. Não estou dizendo que essa técnica é ruim, só estou dizendo que é preciso se ter personagens bem definidos, vózes bem definidas para diminuir a possibilidade de confusão.

Enfim, como disse antes: não é um ponto tão fraco assim, é só o fato de que nesse caso gerou em mim um pouco de indecisão e também, não sou muito fã da tática. Talvez, por falta de ler histórias que as usa.

Público-alvo

É uma ótima história para maiores de 18 anos devido às partes fortes e cenas de sexo.

Se você é romântico(a) de carteirinha e quer ler um livro para te inspirar e fazer chorar? Tá aqui: leia Destinos Traçados que você vai gostar!

Observacao Final

Bom, como um todo, a história é linda, o cenário é lindo. Os personagens são redondos. Quero dizer, são bem destintos e destinguiveis. A narração de Greta é diferente da narração de Filippo o que diminui ainda mais aquela confusão que eu sentia com o head-hopping.

A história em si, é bem fechadinha. Não encontrei nenhuma incoerência de narração nem pontos mal resolvidos.

Próximo Post!

jeshoots-com-462287-unsplash

Vamos voltar à série Pontos de Vista e falaremos tudo a respeito do PDV em Segunda pessoa!!!

Até lá!

Escreva Feliz!!!

Autor:

Amo ler, escrever, editar, traduzir, ensinar! Minha paixao e minha familia e sonho um dia em estar entre os 10 livros mais lidos do mundo.

Um comentário em “Resenha de Destinos Traçados

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s