O benefício de um diário

thought-catalog-214785-unsplash.jpg

Tendo sua idéia validada, a hora de começar a escrever chegou.

Mas, como guardar suas criações de forma efetiva e organizada?

Hoje falaremos de como criar um diário, onde você manterá todas as informações do seu autônomo ou série. É como se você escrevesse um livro para seu livro. Vou explicar em alguns momentos.

Por que ter um diário?

Manter um diário da caracterização de personagens, locais e objetos de importância para a história, ajuda a prevenir erros futuros, assiste na formação de conteúdo da história e assim, poderás ter todas as informações num lugar só sem perder nada. ; )

Ninguém quer começar a descrever um personagem com olhos azuis e, dois capítulos depois, o mesmo tem olhos castanhos. Já aconteceu! (e ainda acontece)

Então, aqui estão as minhas dicas para dar início ao seu diário:

Lembrando que todas as dicas aqui são baseadas nas minhas experiências pessoais e pesquisas que fiz para me ajudar a escrever melhor, então se você tem uma outra forma de se organizar, deixe um comentário abaixo com a sua estratégia.

1. Crie setores

O meu diário é dividido em:

  1. Personagens (e um panorama de personagens)
  2. Linha do tempo (fabula e syuzhet)/época(detalhes importantes da época)
  3. Lugares (e suas descrições baseadas nos detalhes da época)
  4. Línguas usadas (opcional – eu inventei uma língua para minha série, por exemplo)
  5. Objetos (opcional – chaves, coisas relevantes para um certo ponto da história, descrições e imagens para ajudar na visualização e processo criativo)
  6. Entrevistas e recortes de jornal da época (Opcional – as vezes, entrevistas são necessárias para juntar informações referente a época, ou uma área do qual você não esta familiarizado, tenho também separado alguns recortes de jornal da época, para dar à minha história uma sensação de realidade)
  7. Questões a serem respondidas (opcional – as partes difíceis da história)
  8. ENREDO (uma sequência de cenas do começo ao fim)
  9. Teste de diálogos (opcional – sim as vezes fico interpretando meus personagens e guardo seus diálogos aqui)
  10. Cenas/idéias não usadas
  11. Pesquisas no geral

Por isso que daria pra escrever um livro só do meu diário.

joinha

Escolhi fazer assim, primeiro, porque pretendo lançar uma série (não sei quantos livros vão ser ainda), e segundo, para ser mais visível aos meus olhos, já que eu não sou a pessoa mais organizada do mundo. Pessoalmente acredito que organizei de uma forma que se qualquer um fosse acessar as informações do meu diário, as encontraria com facilidade. Então joínha pra mim!!!

2. Nunca delete nada que você escreveu

Não importa quão ruim seja, ele vale de experiência para ajudar você a escrever melhor, ou ainda, se criaste a descrição de um personagem que não te agradou (para a história que esta escrevendo), você pode usar em outra situação.

Pode acontecer de (na hora do processo de edição e avaliação), seu editor peça para você tirar partes importantes (até as mais queridas) por que não cabe dentro da história naquele ponto. Não fique triste, guarde-as para um momento futuro, talvez até útil para uma sequência. 

Tenha em mente a importância de uma edição profissional para sua obra (apesar da frustração que o processo as vezes traz), ela não somente vai dar clareza para sua obra, mas como também para seu leitor, ajudando até em vendas.

Tenho um setor só para isso (com sub-setores também), para guardar cada uma delas.

3. Use um aplicativo em nuvem além de um diário físico.

Meu primeiro manuscrito está escrito em inglês, assim como meu diário.

Afinal, diário é pra se andar de baixo do braço. Vai que um dia a bateria acabe ou que você trabalhe em um local que não se pode ter o celular por perto (como eu). Por isso o físico. Ou as vezes (se você for como eu), escrever com papel e caneta faz a idéia fluir melhor.

Não esqueça, de ao fim do dia, passar tudo do seu físico para a nuvem, dando assim, uma segurança de tudo estar na mesma página. Também tem o caso de se perder o diário, que, tudo bem perder o diário, não queremos perder o que tá dentro, né?

Sinque seu celular com seu computador. Assim poderás escrever onde estiver sem perder o fio da meada e recapitular informações essenciais das quais talvez poderá ter esquecido.

Eu, pessoalmente uso o OneNote. É sem dúvida fantástico. Mas tem outros como Evernote (também muito usado) Simplenote para iPhone, Google keep, que é um pouco mais simples.

Tem também softwares como Scrivener, – você pode ter no PC, no celular, tablet – seu projeto inteiro fica a disposição em todo tipo de plataforma (vou criar uma série voltada para esse software dos deuses que eu amo, amo, amo).

Num futuro post entrarei mais afundo nos setores que criei para meu diário.

Semana que Vem!

jeshoots-com-462287-unsplash

Voltaremos com a Serie Diario do livro mais pra frente e falaremos semana que vem sobre Bloqueio de Escritor e como nos livrarmos dele (se é que é possível).

Autor:

Amo ler, escrever, editar, traduzir, ensinar! Minha paixao e minha familia e sonho um dia em estar entre os 10 livros mais lidos do mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s